sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Quero Fazer Amor Contigo



O Fidel Castro fez ontem 83 anos e a namorada do meu pai 38 anos.


O aniversário do Fidel passou em rodapé na televisão e todos ficámos a saber, mas que a namorada do meu pai também fazia...era um facto desconhecido até ao momento de ver o bolo na mesa, com velas acesas.


Foi surreal, ver a jovem namorada do meu pai, quase a chorar porque o seu amado tinha esquecido uma data tão importante.

E ainda mais estranho foi eu ter de convencer o meu pai a comprar um ramo de flores, para oferecer à pessoa que está ao lado dele pelo menos há sete anos.

Mas o meu pai pediu que fosse eu a ir comprar o ramo...

Porque ele não tinha jeito para essas coisas.

Mas depois fingia que tinha sido ideia dele, pois eu tinha de encobrir o segredo de que fui eu a escolher as rosas, o cartão e a dedicatória. Apesar de o tentar convencer que teria mais significado se fosse ele a fazê-lo, não consegui...nem por todas as artes e feitiçarias do mundo.

Eu pergunto porque razão os homens dizem que não têm jeito para estas coisas, quando na realidade não querem é fazer um esforço mental mínimo para lembrar as datas importantes, para dar aquele abraço especial sem razão nenhuma.

Porque será que certos homens acreditam que levar uma mulher aalmoçar fora, é ir ao Happy Grill, comprar um frango de churrasco e batatas fritas e almoçar em casa?

Mas atenção o menu escolhido não pode ultrapassar os cinco euros, porque caso contrário ficam amuadinhos. ( referência ao ex-namorado de uma conhecida)

Será que eles acreditam que as mulheres, são como as galinhas de aviário para as quais basta a ração diária de sexo, comida na mesa e, a relação está no seu melhor?


Deve ser frustrante para uma mulher não ser mimada como merece, porque quando amamos de verdade um homem, damos sangue, suor e lágrimas, a entrega é total.


Gosto da expressão "fazer amor", essa expressão tão banalizada, para mim significa muito.

Quando alguém diz:

- Quero fazer amor contigo!

Isso para mim, inclui jantares a dois, saídas ao cinema, concertos, momentos a sós, coisas que só os dois gostam de partilhar, uma intimidade que não envolve a nudez do corpo, mas sim a nudez dos sentimentos, da alma.

E talvez, por isso hoje os compromissos sejam difíceis de encontrar, porque ninguém quer revelar o seu lado mais vulnerável, a nudez da sua alma, porque sabe que ninguém vai estar lá para cobrir essa nudez com palavras amorosas e afectos sem outras intenções.

Por isso as pessoas, partilham a mesma triste vida durante anos, fazem sexo umas com as outras, mas desconhecem quais são as preferências, cores, gostos, comidas e linguagem de amor daqueles que escolheram como companheiros para a vida.

As pessoas fazem sexo...muito sexo, e também fazem muitas lágrimas, muitos ressentimentos e muitas culpas e pensam que a vida amorosa vai bem quando poêm em prática as últimas práticas do KAMASUTRA e depois ficam tristes quando percebem que tudo terminou.

Surpresa????


Em lugar de ir tantas vezes à Sex-Shop, que neste caso é o (a) parceiro(a), bastava ir à florista e dizer:

- Quero fazer amor com alguém muito especial, dê-me um ramo de rosas!

30 comentários:

Kitty disse...

Eu estou rendida! É que é mesmo isto que dizes!
Vou-me dar à liberdade de anunciar este teu tão maravilhoso post lá no meu cantinho. Está 5 estrelas!!

Only Words disse...

Este texto tem muito de verdade, mesmo. Felizmente conheço alguns casais que gostam de fazer amor - isto usando a tua definição. Claro que, da mesma forma, conheço outros casais, muitos, que não sabem o significado da palavra entrega e partilha. Infelizmente as relações humanas são cada vez mais superficiais. Hajam pessoas como tu, que têm a sensibilidade que demonstraste!

a estagiária disse...

São casais sem futuro, esses que não sabem fazer assim o amor.. Vai haver uma altura em que já não se faz sexo.. e aí não sobra nada.. E é uma pena.. porque não há nada mais bonito que ver dois velhinhos a namorarem..

patxocas disse...

Gostei muito do post.
Vim cá ter através da Kitty.

Adorei o finale:
- Quero fazer amor com alguém muito especial, dê-me um ramo de rosas!

Parabéns.

João Pedro disse...

Jeanette, cheguei aqui por intermédio da Kitty, mas foram as tuas palavras que me conquistaram.
E este texto em particular fez-me pensar… Pensar que estou no caminho certo, embora por vezes pareça que vou contra a corrente.
Amar é muito bom, mas demonstrar esse amor… É dar-lhe a razão de existir.
E melhor que a sensação de demonstrar amor, só o resultado disso no coração da pessoa amada.
Eu amo. E amo amar!

Beijo,

Bituca disse...

Adorei o post. Mesmo.
Grandes verdades ditas ;)

beijo e parabéns :)

MARIINHA disse...

Olá, cheguei aqui via Kitty. Adorei o teu post. De facto os homens deviam saber mais sobre os meandros da sensibilidade feminina. Mas não sabem e é pena.Tudo o que está aí, é rigorosamente assim. E está muito bem escrito. MUITOS PARABÉNS. Vou passar por aqui mais vezes. Um beijo

The Love Coach disse...

Viva Jeanette!

Citei o teu post no meu blog também, espero que não te importes.

É uma contribuição valorosa para a formação de Homens a sério, o meu muito obrigado.

Um abraço,

The Love Coach
http://sermacho.blogspot.com/

carl@ disse...

Olá, também eu cheguei aqui pela Kitty e ainda bem que assim o fiz porque dizes muita coisa verdadeira neste post.

Adorei ler!
Voltarei. Um beijo

Kitty disse...

EU DOMINO O MUNDO!!! AHAHAHAHAHAHAHAH

Olha só para isto Jeanette, eles chovem no teu blog mulher! AHAHAHAHAHAHAHHA

Já agora. são €10 por cada comentário AHAHAHAHAH

Shakti disse...

Lindo post sem duvida...

São mais 10€ para a Kitty mas ela merece porque deu uma boa referencia: o teu post!

Bjocas e Bom fds!

Blue C disse...

Pois eu cá cheguei pelo LOve Coach, que chegou pela Kitty... Adorei o post. Subscrevo e adoro como explicas a Intimidade, não a nudez dos corpos, mas dos sentimentos.

Girl disse...

Eu cheguei também via Love Coach/ Kitty pelo que...10 € para cada um deles fáxabor.

Acho que se devia imprimir o teu texto e colocá-lo em sítios estratégicos e bem visíveis. Talvez durante o loading das consolas, a passar nos écrans gigantes dos jogos de futebol e nas respectivas transmissões televisivas. Se não resultasse as mulheres deste país avançavam para uma greve "Pelo direito a fazer amor na sua plenitude". Hum? Que me dizem?

Kitty disse...

Olha gosto da ideia da Girl, é coisa a pensar sim senhora...

"Talvez durante o loading das consolas, a passar nos écrans gigantes dos jogos de futebol e nas respectivas transmissões televisivas."

Jeanette Zork disse...

Subscrevo totalmete a Girl, porque e menina teve uma ideia extraordinária, e porque não nos intervelos das sessões de cinema????

Mas sabem, também acredito que devia este texto constar em revistas como a Happy, Maria e outras afins... modéstia à parte.

Sim, nós mulheres também podemos começar a abrir mais o coração aos homens da nossa vida, antes de abrir as pernas...mas isto só aqueles que são capazes de ver a nudez da nossa alma e não se envergonharem ou fugirem.

Mas que raio de revistas é lida por mulheres - essas pérolas da literatura, somente para gajas de verdade - que julgam que a verdadeira felicidade se resume a autênticas orgias e devassidão:

Sexo Tântrico, Swing, e afins.

Atenção, porque eu não sou nenhuma puritana, sexo é bom, mas ainda assim penso que saborear tudo isto, sem a verdadeira intimidade da alma, é como comer um Cheesecake de Morango...sem morangos, ou seja...sabe a pouco, muito pouco.

Zork Kissis****

P.s. a ordem é fazerem quanto mais amor melhor, usem e abusem, mas não esqueçam de usar todos os ingredientes da receita.

Throll disse...

Vim também pela mão da tia Kitty (10€).
Isto é basicamente o que eu quero dizer algumas vezes e não me sai nada de jeito. Obrigada pelo texto!
Bjks

Claudia disse...

Olá cheguei aqui através da Kitty. Parabéns pelo post, transmite a realidade (infelizmente) de muitos casais). Bjnhos

Kitty disse...

Jeanette filha, tu falas bem mas o pagamento ainda n chegou cá, ahahahaha E nem me fales de publicar este maravilhoso texto numa merda duma Happy que se me dá já aqui uma coisinha má... meduuuuuu!!!
Já agora, miúda eu adoro esta musica do teu blog. N serás minha familiar, é que gosto de tudo em ti :o) ahahahahahaha

Jeanette Zork disse...

Kitty, Kitty... minha adorada kitty, vou aproveitar que gostas tanto de mim e fazemos uma sociedade financeira, tipo BPNE...Ou seja Banco Português dos Negócios Estranhos.

Porque eu vou pagar tudo, tudinho, mas vais ter de aceitar que seja em ovos, galinhas e géneros. Por isso, vê lá se tens espaço para toda a minha generosidade e afecto, na tua garagem.

Quanto aos nossos associados esses têm de pagar a dinheiro cada jóia preciosa que lêem nos nossos blogs e se atrasados, aplica-se uma taxa de juro superior à estabelecida pelo banco central europeu.

Um dia com os fundos recolhidos, publicamos um livro, declaramos falência do BPNE e gozamos de uma vida plena, rodeadas de prazeres mortais em qualquer lugar à escolha das galáxias interplanetárias.

Zork Kissis******

Flor disse...

É que é mesmo isso... ***

Jeanette Zork disse...

A todos:

As vossas divagações, impressões e comentários, trouxeram mais cores ao meu cantinho, que por vezes tem uns dias bem cinzentos.

Gostei de vos ler a todos e confesso que não estou habituada a tantos olhares por aqui...mas voltem sempre.

Zork Kissis********

Kate Rose * disse...

acredita que e mesmo verdade. ainda ontem me apeteceu abrir a alma e dizer lhe tudo o que sentia e o que ouvi foi "deves tar bebada, so pode..."


*

Jeanette Zork disse...

Kate Rose;
Parece quase ímpossivel, que tenhas tido esse feedback, da parte de quem gostas :( :( :(

Nem sempre conseguimos ser ouvidos e isso é um facto.

Beijinhos e sorrisinhos pa ti, e que o teu dia e amor se ilumine muito, muito.

***********
Jeanette Zork

André disse...

Lição aprendida...
Já vou tarde...
Mas aprendi.

Vou seguir =)

Jeanette Zork disse...

André;

Nunca é tarde para nada na vida, nós somos senhores do tempo e não servos dele. Vê isto como novas oportunidades que podem ser aproveitadas para crescer e viver o presente, reconciliando-te com o passado.

Foi o que aconteceu comigo...

Beijinhos solidários *****

Jeanette Zork

mariposazul disse...

Simplesmente fantástico...fantástico...fantástico.
Este post está verdadeiro, sincero e real....hoje em dia, as pessoas esquecem-se que somos mais seres emocionais do que apenas e somente racionais!
Adorei...e se me permites vou fazer "publicidade" deste post no meu cantinho.
Mais uma vez, parabéns pelas palavras...está simplesmente FANTÁSTICO!

Jeanette Zork disse...

obrigada pelas tuas simpáticas palavras, Mariposazul.

è aquilo que eu sinto acontecer à minha volta e isso faz-me pensar, estas palavras, simplesmente são como as àguas de um rio que flui...e vai e direcção ao mar. As àguas do rio são doces, , mas quando se encontra com o mar...tornam-se salgadas, e assim são estas. São palavras doces que fluem como as de um rio, mas quando se encontram com a realidade de alguém tornam-se salgadas e amargas.
Por isso, espero que isto contribua para adoçar a vida de alguns que "perdem" o seu tempo a ler estas coisas.

Beijinhos mil*******

Jeanette Zork disse...

obrigada pelas tuas simpáticas palavras, Mariposazul.

è aquilo que eu sinto acontecer à minha volta e isso faz-me pensar, estas palavras, simplesmente são como as àguas de um rio que flui...e vai e direcção ao mar. As àguas do rio são doces, , mas quando se encontra com o mar...tornam-se salgadas, e assim são estas. São palavras doces que fluem como as de um rio, mas quando se encontram com a realidade de alguém tornam-se salgadas e amargas.
Por isso, espero que isto contribua para adoçar a vida de alguns que "perdem" o seu tempo a ler estas coisas.

Beijinhos mil*******

MadalenaSousa disse...

^^É pena saber que são mais, muito mais mulheres que comentam este lindo txto do que homens. Na realidade, melhor vou ser o mais sincera possivel, adorei, este texto diz tudinhoooo. Gostei de ler, e quando cheguei ao fim, fiquei a pensar... Era enorme e leu-se tão rápidoooo.
Parabens!

Jeanette Zork disse...

Madalena;

Nem sei como encontraste...este texto aqui no meio das folhas perdidas e dos meus apontamentos.

Ainda bem que gostaste...convido.te a passar por por aqui mais vezes e vires vasculhar tudinho e deixares as tuas divagações perdidas, também.

Jinhos Mil****

Jeanette Zork


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©