sábado, 15 de maio de 2010

Gostos Musicais e o Divórcio dos meus Pais....


Os meus pais viveram durante vinte anos juntos...ainda hoje não consegui perceber como, mas foi isso.
Eu assisti a minha mãe a casar com ele pelo civil, no registo notarial de Almada com o vestido mais vermelho que eu alguma vez tinha visto...mas era o mais bonito que ela tinha na altura.
Foi no dia vinte e seis de Fevereiro de 1989 e eu chorei como se algum parente meu tivesse morrido, e lembro mesmo de ter suplicado á minha mãe para não fazer aquele disparate...mas ela insistiu e hoje vivem separados há outros vinte...quase pronto.
Durante anos acreditei que eles se tinham separado por circunstâncias adversas externas e involuntárias a eles próprios...mas essa não é a verdade.
Durante o almoço de hoje, percebi porque razão eles estão separados...
Coloquei as colunas de música a tocar para o exterior da minha casa, no meu quintal de trás, onde era partilhada a refeição e foi aí que entendi...
A música era daquelas relaxantes, tipo para bébés e ouvir num spa, enquanto recebemos uma massagem revigorante.
A minha mã grita imediatamente:
-Baixa essa música....está muito alto!
Ela tem os tímpanos de um insecto e não suporta nada de barulhos que tenham alguma harmonia, ritmo ou som musical.
Sabem qual era o primeiro gesto do meu pai, quando chegava a casa?
Ligar a aparelhagem musical e ficar durante horas a ouvir as melhores óperas e composições de música clássica...e ela nunca reclamou!
Mas divorciou...
Antes de estares junto com alguém o resto da vida, vê bem...porque podes até nem ouvir os mesmos ritmos musicais, pode ele gostar de Eminem e tu de Shopin, mas se a diferença de volume suportável for consideravelmente diferente, eis um motivo forte para assinar os papéis do divórcio.
A cultura ou antes as diferenças culturais são dramáticas quando chega a hora de partilhar os mesmos gostos musicais......
O meu pai é um homem culto...
A minha mãe tem a cultura da vida...
Hoje ela vive sozinha ...
Ele vive com uma mulher vinte anos mais nova e até podíamos ser irmãs...
Ele sempe foi mais culto em tudo, até nos gostos musicais... e agora a música é outra e o volume continua alto demais para os mais sensíveis.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá Jeanette!
Descobri hoje o teu blog porque "googlei":"alguém como ela gostos musicais e culturais". É uma entrada esquisita, mas que servia para buscar a minha teoria, de que não buscamos propriamente quem ouve a mesma canção, antes quem tem paixão igual à nossa, ainda que seja por outros géneros e sobretudo que não nos olhe com olhos de louco quando comentamos um tema, uma gravação ou a biografia de um músico como se isso nada importasse ;)
Enfim, boas divagações e um beijo da
Barcelence

Jeanette Zork disse...

É sempre bem vinda com as suas divagações e olhares sobre estas realidades e dilemas :)

Zork Kissis***


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©