sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Relações Duvidosas


Tenho Dúvidas...constantemente!

No passado gostei de um rapaz e muito, tínhamos crescido juntos e quando as hormonas começaram aos saltos, o ritmo entrou em harmonia com as batidas do fraco e impotente coração.

Os anos passaram e eu nada dizia sobre como os meus sentimentos tinham mudado...como não gostava nada dele, mas antes pelo contrário: Eu amava- o totalmente!

Saídas juntos, momentos, acampamentos, trabalhos em equipa, diversão, tritezas, sonhos e esperanças, tudo partilhámos em conjunto.

Hoje ele é casado e eu já vi as fotos do casamento dele, da lua de mel, dos aniversários do casário, tudo através das redes sociais.

Hoje sei que ele está bem e feliz....

Mas durante muito tempo eu não estive assim...andava nada bem e feliz!
Porque quando ele soube dos meus sentimentos, tudo mudou...afastou-se e eu que tinha esperado milhares de anos para o revelar o quanto gostava dele...vi-o sair da igreja de mãos dadas com outra mulher e nem convidada fui.
Hoje tenho este amor por esta outra pessoa...já o fiz saber a ele, várias vezes...vezes demais!
A reacção não se fez demorada:

- Somos amigos e não contes com nada mais de mim!!!

Entretanto, a nossa relação foi ficando ainda mais próxima...a nível emocional, foram feitas confissões, trocados sonhos, medos e esperanças e até o nome das crianças...

Mas no fim de tudo, isso somado era igual a nada...zero!

Um dia chegaram os ciúmes, não reconhecidos...

Passar uns dias fora???
Só com ele e com o conhecimento dele...
....viajar a outros lugares, com outras pessoas... idem ibidem....

- Mas és meu namorado? Ousei questionar....

- Somos amigos e não contes com nada mais de mim!!! Não tenhas esperanças comigo...
Agora não fala comigo, porque não lhe contei que ia viajar sem ele, com outras pessoas e diz-me que vai ficar longe por uns tempos....

E eu disse e é verdade, não vou voltar a estar á espera de ninguém....são anos de vazio, de nada e de tudo, são relações duvidosas...

Tenho conversado com outros rapazes, tenho saído com outras pessoas...inocentemente!
Porque sei de quem gosto, sei a quem amo, mas não quero voltar a chorar, ou cortar os pulsos quando ele decidir amar outro alguém e eu tiver o privilégio de ver tudo pelo Orkut ou Facebook e ainda ter a bela oportunidade de vir a ser amiga da mulher dele.
Simplesmente não quero....

Nada é Eterno....


Tenho Dúvidas...constantemente!

Estou a proceder bem?

5 comentários:

Ana disse...

Eu não me quero meter, mas como deixas a questão em aberto...
Há pessoas que gostam de ter a atenção de um apaixonado; que, mesmo nunca vindo a retribuir o sentimento, lhes sabe bem saber que têm ali alguém para quem são tudo. Acho que estas pessoas têm algum problema de controlo, gostam da sensação de ter influência sobre alguém e brincam com esse poder. Pelo que leio, acredito que possa ser o caso, por causa dos ciúmes, etc.
Por um lado alimenta a relação, de maneira a manter o teu sentimento vivo, garantindo bases para te poder ter sob o seu controlo/poder, aproveitando-se do consolo que é ter alguém com um sentimento como o teu. Por outro, afasta qualquer hipótese de que o seu sentimento por ti possa evoluir. Isto é doentio e é de tudo o que menos se precisa.

Ao te afastares um pouco para respirares, não estás a matar nenhuma relação para sempre. As boas relações de amizade sobrevivem e muitas vezes ficam mais saudáveis depois de nos voltarmos a encontrar no meio da confusão sentimentos.

É uma baralhação.

Ana disse...

correcção: Ao te afastares um pouco para respirar

Jeanette Zork disse...

Ana :)

Fizeste bem em meter-te...gosto sempre quando o fazes!

E foste muito oportuna, porque eu não tinha noção de existem pessoas com essas pretensões, de gostar da atenção do outro e alimentar isso, de uma forma doentia, egoísta e fundamentaista.

Não quero dizer que seja esse caso, não vou fazer esse juízo, porque ele tem sido sempre muito meu amigo e eu o amo por isso. Mas as tuas palavras servem para uma profunda reflexão pessoal minha.

Eu quero sinceramente que esta relação prospere no bom sentido, por isso coloco todas estas questões e tenho dúvidas!!!

Ele é o meu AMIGO do coração, do mais profundo e estou aqui e...enfim!!!

Obrigada por as tuas palavras :)
Sabe sempre bem, ler-te!!!

Zork Kissis****

Jeanette Zork disse...

Ana :)

ahahahahahahahah....

Tu deves ter espasmos violentos quando lês coisas como estas:

Cito:

" reflexão pessoal minha."

" fundaentaista"

Ai ai ai...

Ana disse...

Não te preocupes, porque só os meus erros é que me perturbam. ;)

Mas isto de que falei acontece a muito boa gente, mesmo que as pessoas não o façam conscientemente. Boas pessoas também fazem coisas más, o que não as torna más pessoas, nem conscientes destas acções. Há quem inconscientemente considere que sem esse controlo, perdem as pessoas, deixam de ter o sentimento das pessoas. Claro que falo no geral, não quero mesmo dizer que é o caso do teu amigo. Mas mesmo que seja, nada disto o torna mau. Somos todos humanos, com feridas, que nos fazem agir muitas vezes mais por reflexo do que com intenção.

Mas apenas queria responder à tua pergunta... Se nos sentimos meio afogados no meio das coisas, vale mais vir à tona respirar um bocado e não vai ser por isso que perdemos o Oceano. ;)

Um beijão grande para ti e força para os dois!


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©