quinta-feira, 26 de maio de 2016

Gente gorda e nua

Isto é assim, semanas atrás, talvez duas decidi começar a frequentar o ginásio, num sistema que pago á medida que vou, ou seja por cada aula que escolher frequentar, 5 libras. Excelente, pois dessa forma  fico livre de mais compromissos com débitos diretos e assim.
A primeira aula que frequentei foi de aquafitness, a minha queridinha, mas confesso que fui de coração na mão, pois em Portugal o cenário era de estremecer. Não me considero uma pessoa pudica, mas acho que todos temos de ter um pouco de senso comum e sentido de privacidade. Ora bem, nas piscinas de Corroios apenas idosos frequentavam estas aulas, mas não foi isso que me fez inscrever sucessivamente e desistir logo de seguida, foi ver a mortalidade humana espelhada naqueles corpos nus. Ora um corpito com mais de 70 anos já teve os seus momentos de glória, não tenhamos receios de o dizer, mas aquelas almas peregrinas, faziam questão de andar nuas nos duches e por quase todo o lado, antes e depois da piscina, ainda bem que nunca durante as aulas, imaginem, seria um episódio de game of thrones. Ora as minhas partes, são isso mesmo, minhas e acabou. Nunca me deixei andar nua naquele lugar para não ir encostar a bundinha na mesma parede onde tantas outras já haviam passado. Não, nunca ninguém me viu nu naquele lugar, nem eu mesma me vejo nua a mim própria, tenho sempre alguma coisa vestida quando me olho no espelho. Ah por favor, não tinha como embaciar aquelas partes, eu quase entrava de vendas nos olhos e saía, aquilo era doloroso para mim. Corpos imortais subjugados ao peso da gravidade e dos anos, por ali nus e sem pudores. A que bela maneira de se conhecer estranhos do tipo: olá, o meu nome é Joana e esta aqui é a maria joaquina. Ah não, por favor.
Que alívio, foi portanto para mim que neste ginásio não existe nada destes complexos libertadores pós ditadura, porque aqui não houve ditadura! E todos andam por ali, singelamente vestidos e sorridentes, onde tudo tem um lugar apropriado para ficar sem jogar na cara do outro.
Outra coisa que gostei muito foi o fato da aula ter muitos jovens e idosos, uma manta diversa e colorida, além de que estas jovens estão na mesma batalha que eu, a extrema obesidade. Logo, para ser tudo perfeito, só faltava o salva vidas ser gordo e não ter rostinho de marés vivas. Mas já é um avanço entre Portugal e Inglaterra, um viva a todos nós os gordinhos que lutamos por uma vida melhor e ..... fim a todos os que em lugar exibirem almas nuas, espalhafatam corpos dependurados por aí.
Hoje vou ao ginásio e levo roupas vestidas .

Beijinhos ❤️💕

- Posted using BlogPress from my iPhone

2 comentários:

Victor Henrique disse...

Muito boa essa nota.
Diferença entre os países é extremamente notável em!
Mas gostei muito deste post, parabéns...

Irina Jeanette Pires disse...

Obrigada victor


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©